Por que é preciso uma tradução juramentada?

Nenhum documento em língua estrangeira tem valor no Brasil se não estiver acompanhado de uma tradução juramentada. Isso também vale para o seu diploma, caso tenha cursado alguma universidade fora do país.

Se você precisa validar o seu diploma brasileiro em outra nação é necessário conhecer as exigências daquele país sobre traduções juramentadas. Alguns países têm leis similares às do Brasil e outros não legislam sobre esse assunto. Sendo assim, busque saber das exigências da instituição onde você irá entregar o documento.

A tradução juramentada, ou tradução pública, tem fé pública e, portanto, interpreta oficialmente em português o seu conteúdo original. O mesmo vale para documentos traduzidos do português para outros idiomas. No Brasil, o tradutor juramentado é credenciado oficialmente na Junta Comercial do seu estado como tradutor público e intérprete comercial e somente ele pode traduzir documentos que irão cruzar fronteiras.

Qualquer documento estrangeiro que precise ser protocolado junto a alguma autoridade no Brasil precisa passar por uma tradução juramentada.

Como encontrar um tradutor juramentado?

Os tradutores juramentados são habilitados em idiomas específicos, por isso, antes de buscar o profissional, é necessário identificar o idioma do documento a ser traduzido.

Os tradutores juramentados são cadastrados na Junta Comercial dos estados, mas caso não haja nenhum tradutor habilitado em seu estado para o idioma que você necessita, é possível buscar em outros estados. Você precisará, no entanto, negociar com ele valores para o envio do original impresso e devolução por correios ou via courier junto com a tradução juramentada.

Caso não haja no Brasil um tradutor juramentado para determinado idioma, é necessário entrar em contato com a Junta Comercial do seu estado e solicitar a nomeação de um tradutor ad hoc, ou seja, um profissional com proficiência comprovada naquele idioma, mas que não seja juramentado.

Custa caro uma tradução juramentada?

A Junta Comercial de cada estado é o órgão que determina o valor para cada lauda traduzida, inclusive a Junta também define o tamanho da lauda. Este valor é tabelado para todo o estado, mas é preciso considerar os custos com postagens de ida e volta dos documentos.

Esses valores variam entre textos comuns, que podem ser carteiras de identidade ou habilitação profissional; certidões de registros civis; passaportes e outros documentos que não tenham termos técnicos, científicos ou jurídicos e textos especiais, que envolvem os diplomas escolares; certificados; documentos jurídicos; técnicos; científicos; comercias e contábeis.

Se você estudou no exterior e voltou ao Brasil para dar continuidade aos estudos é preciso saber da instituição onde irá estudar se ela exige a apostila ou legalização consular, que são documentos que servem para certificar oficialmente que a assinatura no documento é legítima. Se não exigir, basta fazer a tradução juramentada do diploma. Se for necessário, você precisará fazer a legalização consular na representação diplomática brasileira correspondente ao país onde estudou.

Em nosso site, você encontra os tradutores juramentados associados no estado de Minas Gerais, com os respectivos idiomas para os quais estão habilitados. Confira aqui. (http://atpmg.com.br/tradutores/)

Compartilhe

Av. Contorno, 2786 - Santa Efigênia - Belo Horizonte - Minas Gerais

presidencia@atpminas.com.br